Pesquisa neste blog =D

21.4.10

Amor

Há alguns meses um casal de amigos ficou grávido. Eles tinham uma relação que não era bem algo que se pudesse chamar de namoro. Mesmo assim, acabou acontecendo.

Desde que as pessoas começaram a saber da notícia na igreja, todos ficaram surpresos e o ambiente de "óóóh" durou algum tempo. Os irmãos cooperavam em alguns grupos da igreja e deixaram seus ministérios por causa do escandalo.

Algum tempo depois e está tudo bem. Apesar dos problemas que eles vão enfrentar nessa história de serem pais, todo mundo os tem por amigos e irmãos de novo, como se nada houvesse acontecido.

Teoricamente tudo deve-se manter bem agora, passados os problemas. No entanto, temo que algo permaneça: a 'cicatriz'. No futuro, quando um desses amigos der algum conselho para algum adolescente da igreja na area sexual, pode ser que esse conselho seja descartado por causa do "aah, mas tu também era assim assim assado". Isso é triste, mas no meio de pessoas comuns é bem comum acontecer.

Quando eu era mais novo julgava todo mundo na igreja. Era como se só eu e meu 'clubinho' fossemos "perfeitos". O resto era envolvido em putaria, ou nao tocava bem, ou era mal humorado, ou só andava nas "panelinhas", etc. Eu tinha capacidade de encontrar defeito em boa parte das pessoas com quem eu convivia e tinha o culpado para cada situação que surgia na igreja.

Um dia me dei conta de alguma area onde eu tinha mais dificuldade em relação ao pecado. Depois disso comecei a me comparar com os outros: era bem provavel que aquelas pessoas que faziam "isso ou aquilo" tinham tanta dificuldade com seus pecados quanto eu tinha com o meu. Por exemplo, é bem provável que esse casal de irmãos tinha bastante dificuldade de conter seus pecados na área sexual.

Hoje eu aprendi que as pessoas pecam. Agente sabe que "ai daquele de onde vem o escândalo", mas agente também sabe que "é impossivel viver sem escandalo". Pessoas são pessoas, feitas de carne, e as vezes essa carne é mais forte que a capacidade de se manter em Jesus.

As vezes as pessoas não tratam de suas dificuldades no comeco e depois as circunstancias se constroem de uma forma que agente fica bem mais propenso a ceder ao pecado. Dizer não, que já era dificil, se torna impossivel.

Hoje assisti a um vídeo da Casa de Davi. O mesmo da história do 'anjo pentelho'. O Davi Silva (aparentemente o lider do grupo) pedia perdão pelas mentiras contadas durante seus testemunhos em palestras, congressos, conferencias e o que vier.

Senti tristeza, mas senti amor pelo irmão, porque fez algo nobre. Resolveu seu problema de uma maneira legal e deu um baita exemplo pra muita gente ae na mídia :P

Posto aqui o vídeo da retratação do irmão, que está dividido em duas partes.





Como conheci o ministério a partir daquela história do anjo, nunca dei muito crédito para esse ministério. Hoje percebi que julguei o livro pela capa.

Graças a Deus que perdoa a todos que se arrependem =D

Paztejamos

Um comentário:

  1. Casa de Davi subiu no meu conceito. É preciso coragem para fazer tal retratação, coragem que é tão rara em nosso meio. Eu também julguei o livro pela capa.

    ResponderExcluir

Dá um apoio moral pro blogueiro aqui.
Comenta aí ó: