Pesquisa neste blog =D

30.5.10

Devo Estar Nervoso

Tenho prova terça feira.

Independente disso, estou correndo com a igreja esse fim de semana. É Encontro dos Círculos de Oração da AD de Guaíba eu eu tenho que tocar, além de que estive em ensaios e uma confraternização (tinha que cumprir a função social). Estive também organizando a Campanha do Agasalho.

Cheguei tarde ontem, por isso acordei tarde hoje. Fiquei em casa hoje pra estudar.

Normalmente tenho um metabolismo lento. Demoro dois a tres dias para "usar o banheiro" (entendeu neh?). Hoje já fui duas vezes porque estou com aquilo que por aqui chamamos de "desarranjo". A 'consistencia' daquilo que eu 'descarto' está um pouco 'cremosa' e isso causa sensações ruins no intestino além de a necessidade de ir ao banheiro várias vezes, por causa das ameaças de descartar mais alguma coisa.

Arrecém tomei meu banho (já que de noite tenho que ir na igreja). Durante o banho me deu uma "pontada", uma dor muito grande nas costas, que não passou até agora. É uma dor que é mais forte conforme a posição que eu assumo. Se eu virar a cabeça para o lado ou para cima doi mais. Dependendo da posição da coluna também.

Esses dois ultimos "sintomas" já tinham aparecido semana passada. Acho que é coisa de nervosismo.

Conscientemente não estou nervoso, apesar de estar um pouco preucupado com a prova. Acho que deve ser inconsciente. Provavelmente meus sintomas devem estar associados a prova mesmo. Mas não imaginava estar 'estressado' pra passar por essas coisas.

Ainda tenho que tocar de noite, quero ver se até lá a dor nas costas passa. Enquanto isso vou tentar estudar um pouco mais.

Paztejamos

26.5.10

Essa vida de Blogueiro

São 23:18 agora, quando comeco a escrever esse texto. Hoje é noite de quarta feira. Normalmente hoje eu iria na casa do Benhur (como eu e ele combinamos de fazer isso sistematicamente pra estudar, tomar refrigerante, comer coisas gordurosas, ver CSI e etc...), mas hoje fiquei em casa estudando pra prova de quimica que tenho terça feira que vem.

Isso mesmo. Tem prova de quimica e eu estou aqui, de frente pro pc, com a coluna torta, escrevendo um post no blog.

Blogs e blogueiros não são uma relação de simples escritor e "escrevido" (sim, eu prefiro colocar nessa forma o verbo). É mais uma relação de possuidor e possuido, mas aonde os papeis se alternam frequentemente.

Exemplo disso é agora: estou possuido pelo meu blog. Deveria estar fazendo mil coisas que ainda tenho que fazer (estudar quimica, escovar os dentes, dormir, tocar trombone - sim, aqui no apartamento posso fazer qualquer coisa a qualquer horário =D - etc etc etc), mas estou aqui escrevendo. E o pior, escrevendo sobre o ato de escrever.

Blogar é algo que comeca como uma diversão inocente e se desenvolve, tomando cada vez mais tempo e espaço, colocando cada vez mais compromisso e exigindo criatividade cada vez maior do blogueiro.

Não que isso seja ruim: permanece sendo divertido (eu adoro). Mas hoje, por exemplo, além de blogar aqui, nos textos do EP, eu ajudo no blog do Alfa e Omega, além de que já criei e descriei inumeros blogs diferentes com idéias variadas - que não deram certo.

Minha ultima sugestão foi criar um blog pra aula de música da igreja, pra postar, por exemplo, as notas dos alunos, avisos e etc. A idéia não foi descartada, mas ficou pra ser amadurecida, porque tem alguns fatores que se deve levar em conta (já que é uma coisa extremamente institucional).

Voltando ao assunto: uma das coisas legais de blogar por diversão (algo que acho que todos fazem - ninguém, a principio, ganha dinheiro com seu blog - a não ser em casos que o blogueiro é colunista de algum jornal ou coisa parecida) é que agente escreve inspirado. Agora, por exemplo, são 23:28 e eu já escrevi esse eito (isso que eu parei pra revisar o texto pra ver estava tudo ouquei). Escrevi aquilo que estava na minha cabeca e em 10 minutos já tinha paragrafos e mais paragrafos. Legal neh?

Outra coisa legal é que agente se integra a um grupo. Quando eu comecei não tinha idéia do que rolava na internet, sobre quais assuntos escreviam quais blogs e nem conhecia muitos blogs. Hoje, se eu quero rir sobre coisas nerds, eu leio o Não Intendo, o Ryotiras ou o Gato Zumbi; se eu quero ver coisas toscas no orkut, leio o Tolices do Orkut; se eu quero ler sobre assuntos cristãos eu leio O Pastor, o Pulpito Cristão ou o Blog do Ciro; se eu quero rir sobre assuntos cristãos eu leio o Genizah, o Cristão Confuso ou o Pavablog. Enfim... esses são só exemplos do que eu encontro na internet (os que eu mais frequento, mas não extritamente - a quantidade de blogs que eu sigo é bem grande de propósito, porque assim eu posso ler sempre um conteúdo bem democratico =D).

Não digo que essa gente toda me siga (é bem certo que não todos), até porque meu blog é "pequenininho". Mas mesmo assim é legal saber que eu faço parte desse grupo de gente que disponibiliza conteudo assim ou assado na internet.

Enfim... Não tenho muito mais o que dizer. São 23:37 e esses são apenas pontos bons e legais de ser blogueiro. Qualquer hora eu digo alguns ruins.

Paztejamos t+

Filmes do Japão Rox

Ninguém em nenhum outro lugar do mundo faz trashes com tamanha seriedade:



Paztejamos

Campanha do Agasalho da Fraternidade Evangélica 2

Coloquei um link no menu acima, pra informar o que se passa =D

A principio o texto é o mesmo que o anterior, mas depois aos poucos eu vou atualizando. Acho vai dar bem certo e funcionar legal =D
Espero juntarmos bastante agasalhos pra distribuir. Todo mundo pode contribuir =D

Paztejamos

Alguém lembra?

Hoje vi um comercial da Ajinomoto e me veio o Bruce Willis na cabeca. Primeiro fiquei na duvida se estava fazendo a relação certa, mas depois que vi esse vídeo tive certeza:



Vendo esse vídeo (que eu acho que é de 96, 98 talvez... do tempo da manchete com certeza) lembrei do Sonic 2000, que to postando aqui (não sei se ja bloguei isso antes):



Paztejamos

24.5.10

Campanha do Agasalho da Fraternidade Evangélica

Perguntei pro Alex (o mesmo que eu cito sempre, o nosso regente da banda, que coordena o departamento de música da igreja) se tinha alguém pensando em "campanha do agasalho" ali na igreja.

Como a resposta foi negativa (pelo menos até onde ele sabia), resolvi tomar a iniciativa. O máximo que pode acontecer é pessoas passarem o inverno mais quentinho. Garanto que ninguém vai ficar brabo comigo :P

Com isso anuncio aqui:

CAMPANHA DO AGASALHO

Leve aquelas peças de roupa que tu não usas mais para a Assembléia de Deus de Guaíba - Sede (Av. Brasília, nº88, Bairro Cel. Nassuca - em frente a prefeitura) e coloque na caixa que será colocada na portaria. Essas peças de roupa serão distribuídas para pessoas que precisam na cidade de Guaíba.


Durante esse fim de semana a campanha deve ficar limitada a Sede da Assembléia e Deus, mas o objetivo é "ampliar" para todas as congregações que queiram fazer parte (até porque os mais carentes, na maioria dos casos, não estão ao redor da sede, mas nos bairros). Como a igreja está em Congresso do Círculo de Oração, o pessoal de outras congregações estará lá também. Portanto, fica anunciado pra quem quiser colaborar já esse fim de semana.

Importante que todos podem participar. Não precisa ser crente, nem precisa ser da Assembléia de Deus. O que precisa é querer ajudar o proximo.

Conto com a participação da mocidade (que eu sei que estará na portaria :P) para ajudar a recolher. Se tudo der certo eu dou o anuncio no pulpito no fim do culto. Aí depois é só alegria.

Acho que depois de arrecadado, é bem mais tranquilo organizar a doação.

Paztejamos todos,
quentinhos no inverno =D

22.5.10

The King of Fighters 96



Para muitos, The King of Fighters começa de fato em 1996.

A mudança mais drástica que já ocorreu na série foi de 95 para 96. Os personagens foram reformulados, e a jogabilidade alterada. O KOF assim ganhava uma "cara" própria, deixando a influência de Fatal Fury e Art of Fighting um pouco para trás.

Agora, além do tradicional especial, os DMs ("Desperation Moves"), os personagens ganham o SDM ("Super Desperation Move"). Outra mudança notável foi nos projécteis (fireballs) dos personagens: salvo raras excessões, eles perderam o alcance até o fim da tela, apagando-se antes. Isso foi para favorecer os combos.


Quem assumiu o torneio desse ano foi Chizuru Kagura, uma fina mulher de negócios. O torneio assim deixara de ser secreto e clandestino, passando a ser´público e exibido em várias mídias, incluindo TV (!). Empresários passaram a investir nos lutadores, e antigas rivalidades ressurgiram, deixando o torneio mais tenso. Kof agora era uma espécie de Copa do Mundo.

Os veteranos Heidern e Takuma Sakazaki deixam o torneio, colocando suas filhas no lugar: Leona Heidern, uma militar misteriosa e tímida, e a já conhecida Yuri Sakazaki, respectivamente.

Para suprir a falta de Yuri, o Female Team recruta uma lutadora de aikido, logo uma dos piores adversários da família Sakazaki: Kasumi Todoh (\o/), do Art of Fighting 3.

Iori, que surrou os seus dois companheiros do ano passado (que eram criminosos e o estavam usando), conseguiu fazer uma time com as duas secretárias do Rugal: Mature e Vice (mais malucas ainda por andarem com o Iori...).

E por falar no Rugal: ele não aguentou a força chamada Orochi, e acabou perecendo no torneio anterior, desparendo num clarão (típico final de chefão xD).

Com seus capangas (Billy e Eiji, do antigo time do Iori) fora de cena, Geese Howard, velho chefão da máfia e chefão do Fatal Fury , resolve entrar no torneio, ao lado do nobre alemão Wolfgang Krauser (chefão do Fatal Fury 2) e de um mafioso vassalo seu, Mr. Big (chefão de Art of Fighting e Art of Fighting 2). Estava formado o time dos chefões, o Boss Team.

Os times em 96 ficam assim:

Hero Team: Kyo Kusanagi, Benimaru Nikaido, Goro Daimon
Fatal Fury Team: Terry Bogard, Andy Bogard, Joe Higashi
Art of Fighting Team: Ryo Sakazaki, Robert Garcia, Yuri Sakazaki
Ikari Warriors Team: Leona Heidern, Ralf Jones, Clark Steel
Psico Soldiers Team: Athena Asamyia, Sie Kensou, Chin Gentsai
Female Team: Kasumi Todoh, King, Mai Shiranui
Korea Team: Kim Kaphwan, Chang Koehan, Choi Bounge
Rival Team: Iori Yagami, Mature, Vice
Boss Team: Geese Howard, Wolfgang Krauser, Mr. Big

Os chefes do jogo: Boss Team, Chizuru Kagura, a bela mulher que organizou o torneio, e Leopold Goenitz, o mensageiro de Orochi.

Sobre o Goenitz: ele lutou e venceu o Rugal antes do KOF 94. Ao ver que ele sobreviveu, lhe deu uma parte do poder de Orochi (Mas não foi para ajudar coisa nenhuma; o safado sabia que o poder mais cedo ou mais tarde mataria Rugal). Também venceu o Kyo antes de começar o KOF 96, mandando-o para o hospital(!).Seus golpes são baseados na manipulação do vento, e se veste feito um clérigo.

A abertura do jogo:



Quanto as músicas, vou colocar três por falta de espaço. Esse é o KOF com a melhor trilha sonora de todas, e a minha vontade era colocar todas as músicas aqui, mas...

A primeira, a trilha sonora do time dos heróis, o time do Kyo. De tão consagrada, essa música é a que melhor representa não apenas Kyo e seus amigos, mas toda a série KOF; com vocês, "Esaka":



Esta é o tema do time dos guerreiros Ikari (o time do Brasil); sem palavras:





E essa é para o John: o tema da Athena e dos Psico Soldiers em Remix!



Bem galera, por enquanto isso é tudo (no melhor estilo Rugal/Looney Tones)!

21.5.10

Gays, Mídia e Cristianismo (continuação)

Como eu disse no post anterior, alguém com certeza ia postar o pseudodebate no youtube - eu adoro esses sistemas de compartilhamento; obrigado Deus pela internet! =D

Como o programa disponibilizou bastante tempo para o assunto, o vídeo tá dividido em 13+1 partes (12 partes definidas, uma chamada 'final' e uma que está chamada de "continuação", que eu não sei onde se encaixa direito - nao tenho tempo pra assistir esse negócio de novo). Então quem quiser que se divirta vendo essa lambança. Pra mim é uma bizarrice.

Meus comentários:
1- Ignore as participações da Gretchen, não acrescentam nada;
2- Presta atenção na descontextualização do texto em Corintios que diz que os efeminados não entrarão no reino dos céus. O pastor gay trata a palavra "efeminados" como a pessoa com comportamento "suspeito". Um daqueles que agente diz "essa coca é fanta" :P Portanto, apesar de ser - segundo ele próprio - teólogo, ele está tão "seduzido" pela tradução Almeida que esqueceu que o texto tem uma hermeneutica por tras;
3-Perceba como as reportagens/programa/apresentadora está do lado do homossexualismo. Portanto, apesar de ser uma atitude nobre tentar discutir nesse negócio, é também uma atitude extremamente "kamikase", porque corre o risco de dar à Igreja uma imagem extremamente intolerante (apesar de, como bem sabemos, não ser essa a idéia real :S);
4-Bem que poderia sair uma discussão interessante se ninguém cortasse o raciocínio do próximo. No fim do programa ninguém chega a conclusão nenhuma;
5-Presta atenção nas tentativas do pastor alemãozinho, ele é o melhor. Pena que ele é paciente demais, acaba por não conseguir dizer o que quer. Mas se tivessem deixado ele falar te garanto que ele argumentava bem =D;
6-Como comentou o Júnior (que mora comigo), os pró-gays recorriam ao simplismo pra definir a doutrina de Jesus. Em geral, o "amor" era o alvo da argumentação baseada nesse ponto, esquecendo o ponto necessário de justiça em relação ao pecado, que nos afasta de Deus necessariamente (Deus é justo, nós somos pecadores e Deus não "tem comunhão" - não achei expressão melhor - com o injusto. É mediante a justiça através de Jesus que encontramos Deus. Mas Jesus opera santificação do pecado. Então resta saber se o homossexualismo é pecado - o ponto que deveria ser debatido, no fim da história, e o ÚNICO que acabou por não entrar na pauta xD).

Enfim. fica aqui os vídeos:

parte 1:


parte 2:


parte 3:


parte 4:


parte 5:


parte 6:


parte 7:


parte 8:


parte 9:


parte 10:


parte 11:


parte 12:


parte final:


parte "continuação" (sei lá onde isso se encaixa):


Enfim. Boa sorte se alguém quiser ver... é uma grande batalha xD
Tem um vídeo engraçado (que eu não postei aqui) que é sobre a Biblia da Gretchen :P eu vi nesse blog:

http://marcelonathanson.blogspot.com/2010/05/biblia-da-gretchen.html

Paztejamos então =D

PS: por algum motivo, na quarta feira - dia que eu fiz o post anterior - esse blog, que normalmente recebe entre 15 e 30 visitas, recebeu quase 80! Não sei o que aconteceu xD mas o assunto deve ter rendido em algum lugar da grande rede :P

19.5.10

Gays, Mídia e Cristianismo (De novo essa história por aqui? :P)


O Raul Gil leva crentes pra cantar no programa dele o tempo todo. Minha vó adora o programa dele, olha sempre.

O Datena de vez em quando, entre um palavrão e outro, fala de Jesus.

O Ratinho levou o Malafaia no programa dele há algum tempo atras pra discutir sobre homossexualismo. O Malafaia citou um cara, um tal de Joide Miranda, que eu já citei aqui outra vez também, um ex-gay.

O pessoal do Superpop curtiu o assunto e de vez em quando toca no assunto. Eles levaram  o tal Joide no programa outro dia:

Parte 1


Parte 2


Parte 3


Parte 4


Parte 5 - Final


Eu tive a oportunidade de ver isso na TV, por algum motivo estava passando pelo canal e vi. Mas não lembro de ver até o final.

Ontem de noite eu ia dormir umas 22 e 30, não fosse eu descobrir um "debate" (convenhamos, não posso chamar aquilo de debate seriamente xD) no Superpop sobre um casal gay que é pastor de uma igreja chamada "contemporânea".

Ó o site da igreja (bem bunitinho):
http://igrejacontemporanea.com.br/site/index.php

O que aconteceu é que esse casal de pastores casou, ritualisticamente na igreja, e teve seu casamento divulgado, publicado, comentado em jornais e etc. Suas imagens estavam na rede, provavelmente. Então veio um engraçadinho e pegou a Música de um tal de Emanuel de Albertin chamada "Adão e Ivo" e fez um "clipe" no youtube com as fotos do casamento dos pastores.

Ó o clipe:



Com isso os pastores ficaram revoltados e processaram o músico Emanuel de Albertin.

A partir daí iniciou-se o debate que, enfim, foi uma apologia ao homossexualismo. Com os pastores gays, a Luciana Gimenez e a Gretchen (?!??!?!) a favor dos homossexuais e dois pastores (um revoltadinho e outro calminho - mas bom argumentador) contra o homossexualismo.

O problema de tudo foi que não conseguiram sair do início da discussão simplesmente porque um cortava o raciocínio do outro. E como todo o programa/reportagem/apresentadora se colocavam a favor do homossexualismo, os dois pastores sairam de filme queimado, cheirando a "homofobia".

Quando alguém postar esse debate no youtube (espero que alguém poste) eu boto aqui =D

Paztejamos.

18.5.10

The King of Fighters 95




Em continuação às postagens sobre o KOF.

The King of Fighters 95 foi o segundo jogo da série. Apesar de não haver grande mudança no elenco de personagens, o fundo do enredo foi alterado consideravelmente: agora, os times de lutadores não representam mais países.

Um ano depois da morte aparente de Rugal, novamente as cartas com selo "R" chegaram aos lutadores, convidadando-os para um novo torneio. Comparecem todos, a excessão do time dos Estados Unidos (isso é algo que talvez só vamos ver em jogos japoneses...), que ficaram de fora, dando lugar a um novo time.

O novo time era composto só por encrenqueiros: Billy Kane, braço direito do chefe do Fatal Fury, e portanto inimigo dos irmãos Bogard; Eiji Kisaragi, ninja criminoso que não vai com a cara da família Sakazaki (do Ryo, Takuma e Yuri), e ....

...Iori Yagami (\o/)

Surgia Iori Yagami, o eterno rival de Kyo Kusanagi. Ambos manipuladores do fogo, Iori diferenciava-se por usar chamas roxas (A gente vê esse contraste de fogo normal versus fogo roxo/azul/negro em uma penca de animes). O motivo da rivalidade era os clãs a que pertenciam, que eram rivais milenares. Isso fica mais claro no decorrer da série.

A rivalidade antes se dava entre o Terry e o Ryo, por serem os principais dos maiores jogos da SNK - Fatal Fury e Art of Fighting. Kyo e seus amigos eram novatos estreantes. Mas agora, as coisas mudaram, e Kyo ganhou um rival a altura.

Assim, os times ficaram:

Hero Team: Kyo, Benimaru, Daimon
Fatal Fury Team: Terry, Andy, Joe
Art of Fighting Team: Ryo, Robert, Takuma
Psico Soldiers Team: Athena, Kensou, Chin
Ikari Warriors Team: Heidern, Ralf, Clark
Korea Team: Kim, Choi, Chang
Female Team: King, Mai, Yuri
Rival Team: Iori Yagami, Billy Kane, Eiji Kisaragi

E sobre os chefes do jogo: são Saisyo Kusanagi, o pai do Kyo, e o Rugal, só que em uma versão demoníaca, o Omega Rugal. Um Rugal meio cibernético e consumido por um estranho poder, chamado Orochi...

Esta é a abertura:



Esta é minha música favorida do jogo: o tema do time Psico Soldiers, "Senritsu no Dora":



E esta é a segunda, o tema do antigo time brasileiro, "Desert Requiem":



E a terceira, o tema do time do Iori, "Arashi no Saxofone":



Posteriormente, falarei sobre os outros KOFs!

Paz.

17.5.10

The King of Fighters 94



Saindo um pouco de nossas acaloradas postagens...

Alguns já sabem de meu apreço pela série The King of Fighters. É para mim o melhor jogo que há!

Hoje vou falar sobre o primeiro jogo da série: The King of Fighters 94!

The King of Fighters 94 foi um jogo de luta inovador na época por reunir personagens de 4 jogos já existentes da empresa SNK (Fatal Fury, Art of Fighting, Psico Soldiers e Ikari Warriors), além de possuir personagens próprios. Nessa classe, está o protagonista, Kyo Kusanagi (O maior! Uma salva de palmas!)

A história? Tudo começa em 1994, quando um magnata do mercado negro, Rugal Bernstein, navega pelos mares do mundo em seu porta-aviões próprio (!), o Blacknoah. Ele, que causava medo em todos os países, resolve organizar um torneio que reunisse os melhores lutadores do mundo, dispostos em times de três pessoas. Rugal queria se divertir lutando com o time campeão, já que ele próprio era um lutador sem paralero.

Aí oito nações do mundo escolheram seus times:

Japão: Kyo Kusanagi, Benimaru Nikaido, Goro Daimon
EUA: Heavy D!, Lucky Graubler, Brian Battler
Itália: Terry Bogard (\o/), Andy Bogard (¬¬), Joe Higashi
México: Ryo Sakazaki, Robert Garcia, Takuma Sakazaki
China: Athena Asamyia, Sie Kensou, Chin Gentsai
Coréia do Sul: Kim Kaphwam, Chang Koehan, Choi Bounge
Brasil (!): Heidern, Ralf Jones (\o/), Clark Steel
Inglaterra: King, Mai Shiranui, Yuri Sakazaki (o time feminino; todas fantásticas!)

Uma curiosidade: no cenário do Brasil (Amazônia), há a presença constrangedora de uma babuíno, macaco existente só na África.


Essa é a abertura do jogo. Me emociono sempre que ouço essa música...



Minha música preferida do jogo: o tema do time da Inglaterra, "Ne!"



E essa é para o John: o tema do time da China:



Bem, como diz o Rugal na carta que envia aos competidores: "isso é tudo" xD

Paz

16.5.10

Silas Malafaia desliga-se da CGADB







No programa de 15/05/2010, o pastor Silas Malafaia anunciou a concretização daquilo que já parecia inevitável: o desligamento da CGADB.

Malafaia, por muito tempo, teve atritos com a Convenção, da qual era primiro vice-presidente. Seu programa na TV, seu estilo polemizador, sua editora própria e - talvez o motivo derradeiro - sua aliança com ministros internacionais da Confissão Positiva - fizeram-no cada vez mais distanciar-se dos motivos da Convenção.

No programa, Malafaia anunciou o desligamento da Assembléia de Deus da Penha da CGADB, que agora passará a ser "Assembléia de Deus Vitória em Cristo". O televangelhista afirma que sua denominação continuará a ser uma Assembléia de Deus, conservando suas doutrinas e credos. Malafaia sempre defendeu que o nome Assembléia de Deus não era e nunca foi monopólio da CGADB.

Além disso, a mudança de nome indica que a AD da Penha já crescia independentemente. Segundo o pastor Paulo Vieira, auxiliar de lá: "Hoje existem mais de 80 igrejas espalhadas pelo RJ em diferentes bairros, e fica estranho uma Assembleia de Deus da Penha, no bairro da Barra da Tijuca, por exemplo, ou em qualquer outra região do Estado ou até mesmo do país"

O motivo dado por Malafaia, entretanto, é de que estaria convicto de que Deus levará a AD Vitória em Cristo para "algo especial" e que pela visão e projeto que receberia de Deus, não interessa pertencer à Convenção.

Meu ponto de vista: Meu pai sempre me disse que Silas Malafaia poderia criar uma denominação quando quisesse. A mim, já era inevitável. O Jean tá dando pulos de alegria. Já eu estou um pouco inseguro, já que agora parece que nada porá limites no pastor Malafaia.

Mas, vamos ver no que vai dar...

Paz

Fontes: Gnotícias.com.br, O Balido, Genizah

De Saco Cheio pra Blogar

Só pra exclarecer o motivo de eu não andar escrevendo muito.

Ando de saco cheio pra blogar. Tanto pra blogar quanto pra ler o que outros escrevem... quanto mais pra responder os comentários dos outros.

To me esforçando pra não abandonar o barco. Ae de vez em quando posto algo legal que tenho em mente ou que achei na internet.

Crises vem e vão. Eu sei que logo passa. Mas como agora nós temos leitores (o que não era de praxe xD) eu achei que devia prestar minhas satisfações.

O Felipe continua postando acho que normalmente. Eu que ando meio desanimado. Mas é que as prioridades andam outras e acabo deixando o blog "pra depois".

Logo logo eu volto ao normal. Tenho pensamentos em mente. Eu sempre tenho... aproveito a viagem de onibus, banho, caminhadas solitárias, e etc, pra pensar em tudo que eu escrevo.

Mas enfim... só pra esclarecer.

PAztejamos =D

14.5.10

Swivel Sweeper - Uma super vassoura :P

Há algum tempo atras eu trabalhava no que chamavam de "setor de projetos" do ICTA* - uma parte da administração do Instituto que se concentrava em melhorias pra comunidade que estivessem ao alcance da secretaria.

Lá agente ajudou no desenvolvimento de um serviço de limpeza, além de algumas outras coisas.

Sobre a parte da limpeza, nosso chefe pediu pra gente procurar o que tinha de mais 'moderno', que o Instituto tinha fechado um acordo com a GERTE** para desenvolver um projeto piloto para limpeza que poderia ser aplicado em toda a UFRGS caso desse certo.

No meio de nossas pesquisas descobri essa vassoura:
http://www.swivelsweeper.com/Default.asp?bhcp=1

Não sei há quanto tempo existe, mas é muito loca! assistam o vídeo, é incrivel :P

Paztejamos =D

*ICTA - Instituto de Ciencia e Tecnologia de Alimentos - UFRGS
**GERTE - Gerencia de Servicos Terceirizados - UFRGS

Rabanetes Cebolas

Meu irmão fez um blog.
Eu sinceramente preferiria que ele postasse aqui e desse um mínimo de conteúdo nerd pra esse blog - já que ultimamente nossos textos tem tratado mais de Bíblia e etc do que de assuntos nerds.

Eu tava com preguiça de botar o blog dele ali na coluna do lado... mas hoje eu abri o gmail e tinha uma "buzzada" dele la (que aparece automaticamente quando ele posta)... ae eu ja aproveitei pra copiar o link e botar aqui =D

acessem: http://rabanetescebolas.blogspot.com/

é bom com esse post q ae ele ja aproveita e ve como aparece quando alguém linka o blog dele (que é um recurso do blogger) e ja me mostra como é que é (que eu nunca vi e to curioso ainda - ativei o recurso há alguns dias).

Paztejamos =D

12.5.10

Projeto Responsabilidade

Explorando o que significa fazer a coisa certa.

The Responsibility Project

Responsability Project parece um forum pra discutir como criar um mundo melhor.
Eu não li e (talvez por isso) não tenha entendido direito a moral... mas o vídeo é otimo xD
UEHUEAHEUAH

Paztejamos

_________________UPDATE____________________
Achei uma explicação:

Liberty Mutual is a provider of auto, home, and life insurance for consumers, as well as risk and disability products and services for businesses. Because responsibility is integral to who we are, we also support a range of community service programs around issues like fire safety and responsible sports. Through the Liberty Mutual Foundation, we make grants to organizations that show low-income students a path to lifelong success through education, and agencies that provide immediate basic health and human services to the needy. To learn more about us, visit us at LibertyMutualGroup.com .

Pelo que diz ae eles são uma seguradora. Mas a iniciativa é legal enfim.

Serra no Gideões

Eu sei que meio atrasado... mas eu tinha que postar o que o cara disse.
Eu to ovindo agora, nem ouvi ainda... to postando e ouvindo... mas é muito estranho o cara citar Jesus. É um mestre da retórica ¬¬

ignorem o que diz o vídeo sobre o cara ser maçon... sei la se é também. O que importa é o que ele diz pra gente poder ouvir.




Paztejam ...que eu não consigo ter com esse cara falando em evento nosso...

9.5.10

Perspectivas 5

Quando a nova liderança "tomou posse" - não gosto dessa expressão, mas entenda como "começou a liderar" - a tia Isabel (os dois lideres da mocidade são a tia Isabel e o Nemias, que rege o coral da mocidade) fez uma caixinha onde disse que todos da igreja poderiam dar idéias e sugerir o que fariam caso fossem os lideres.

Esse ultimo sabado ela leu os 'bilhetinhos' colocados na caixinha. Gostei da participação da mocidade em relação as idéias - algumas bem trabalhosas - porque, apesar de haverem poucas sugestões, a grande maioria delas se voltava ao evangelismo.

A mocidade anda mais 'predisposta' a trabalhar. Eu vejo pelo tamanho do coral e pelas reuniões de oração noturna que pelo visto anda acontcendo durante as madrugadas entre sabado e domingo. Infelizmente posso ver apenas a sede, onde congrego, mas acho que com a crescente integração entre nossas congregações está surtindo um efeito positivo.

Nessa ceia de março - onde as lideranças foram rearranjadas - também se instituiu um grupo de 'eventos' pra fazer trabalhos como peças de teatro e coisas do genero. Hoje esse pessoal apresentou uma peça, com música e etc, bem legal e bonita e eu fiquei pensando "acho que poderiamos fazer isso nas escolas ou em algum outro lugar público".

Desde sábado passado comecei a dar aulas de música na escola da igreja. Estou gostando e espero que os alunos também. Segundo os irmãos que dão aula também os alunos me ouviram e me respeitaram como não estão acostumados a fazer =P fiquei surpreso, mas gostei.

Comentei com o Alex sobre a possibilidade de agente rearranjar a escola de música fora da igreja e ele disse que é uma boa idéia, mas tem que ter 'coragem' - coisa que ele ainda não teve pra fazer (e que, no lugar dele, é bem compreensivel, tendo em vista ter que contar com a "boa vontade" das pessoas pra fazer um trabalho). Ele falou que agente tem que ter uma estrutura boa porque se sair da igreja vai ser mais cobrado. Eu concordo, e disse que é uma coisa que agente tem que pensar bem mas que dá pra fazer.

Acho que o método mais 'pé no chão' de botar tudo que eu já falei em prática é comecar assim, aos poucos. Esse ano eu posso pegar junto na escola de música e sugerir coisas pro Alex sobre como agente pode fazer pra mudar a escola da igreja de forma a ficar bem "firme" quando sair dali.

Quanto a mocidade - que eu citei no começo -, acho que temos muito a aproveitar. Algumas das idéias que foram citadas eram bem simples de aplicar e continham um espírito muito nobre, como por exemplo, fazer grupos para visitar os asilos da cidade ou os abrigos infantis. Talvez o tipo de trabalho teatral apresentado no culto de hoje - que envolvia na grande maioria crianças, mas que também teve a participação de jovens e adultos - possa ser reproduzido de maneira a trazer alguns momentos de alegria pra velhinhos que ficaram esquecidos por familiares, ou pra crianças orfãs.

Enfim... como nos posts anteriores, são só idéias e perspectivas. Mas são boas (tanto as idéias quanto as perspectivas). Muito do que eu digo aqui está fora do alcance de minha mão sozinha. Mas a minha visão romantica de mundo me faz acreditar que podemos ter um mundo melhor - ou pelo menos uma cidade melhor.

Minha oração ultimamente se restringe a pedir a Deus que nos faça melhores. Somos egoístas e acomodados - eu incluso. Temos muito a fazer pelo próximo, mas trabalhamos apenas por nós. Meu pensamento sobre tudo isso me remete a "missões": eu fico pensando, como disse Mark Driscoll em algum vídeo dele que vi na internet, "se eu fosse missionário e viesse de outro país evangelizar o Brasil, o que eu faria". E, palavras de Bono Vox que eu li no blog do Felipe há alguns dias atras, "Para mim, a fé em Jesus Cristo que não está envolvida com justiça social - que não está envolvida com o pobre - não é nada.".

Muita gente pensa que é muito imperfeito pra fazer isso ou aquilo, que não teria condições porque tem esse ou aquele defeito. Tenho aprendido pela minha própria experiência que "errar é humano"; que muitos na obra do Senhor pecam, mas apesar disso não deixam de tentar; que até o mais exemplar tem defeitos e que esperar a perfeição pra fazer alguma coisa é um erro. Me lembra a passagem dos talentos: a ninguém é dado fazer mais que a própria capacidade mas: 1-com a prática aumentamos nossa capacidade; 2-não fazer nada é mal visto aos olhos do Senhor.

Por último fica a frase que eu li no orkut de uma guria que visitou meu orkut por acaso e eu olhei nos visitantes recentes: "Ninguém comete erro maior do que não fazer nada porque só pode fazer um pouco."(Edmund Burke)


Paztejamos

7.5.10

Design Inteligente

Achei duas entrevistas diferentes de um químico chamado Marcos Eberlin num blog chamado "Entrevistas - Michelson Borges".

Aqui vão os dois textos. Não vou copiar e colar porque são muito extensos. Mas vale a pena clicar nos links e ler. É MUITO interessante - trata sobre evidencias do Design Inteligente - e parece bem 'lucido' (não preconceituoso).

http://michelsonentrevistas.blogspot.com/2010/05/professor-da-unicamp-defende-design.html

http://michelsonentrevistas.blogspot.com/2008/04/assinatura-qumica-do-criador.html

Por hoje fico por aqui.
Paztejamos =D

5.5.10

Era SÓ o que faltava!

Achei no OGalileo, mas já tinha lido no Genizah também.

Evento evangélico 'Gideões' é patrocinado por partido político

Governo e prefeitura administrados por tucanos destinaram R$ 540 mil no ato. Durante encontro sábado, pastores trataram o tucano como "futuro presidente" e disseram que fiéis da igreja "não só oram como votam"

Por Carlos Lima
03/05/2010 12:07h
Evento evangélico 'Gideões' é patrocinado por partido político
O encontro religioso em que pastores da Assembleia de Deus pediram orações pela eleição de José Serra (PSDB) e o saudaram como "futuro presidente", no sábado, em Santa Catarina, recebeu dinheiro de administrações do PSDB, informa reportagem de Graciliano Rocha, na edição desta segunda-feira (3) da Folha.

Dinheiro

O patrocínio das administrações tucanas representou dois terços dos R$ 800 mil orçados para o encontro -que, segundo os organizadores, reuniu 160 mil pessoas em dez dias.

O governador tucano Leonel Pavan repassou R$ 300 mil ao evento através de um fundo de fomento ao turismo do Estado. Também convidado a discursar, Pavan, que tenta viabilizar sua candidatura à reeleição em Santa Catarina, foi aplaudido no sábado quando anunciou o repasse feito pelo governo do Estado à organização do congresso evangélico.

A prefeita de Camboriú, Luzia Coppi (PSDB), bancou R$ 240 mil dos gastos do encontro religioso. A administração custeou instalação de banheiros químicos, climatização do ginásio, aluguel de cadeiras e propagandas na mídia local. Além disso, o município arcará com a despesa de energia elétrica resultante do evento religioso.

Outro lado

A ONG Gideões Missionários da Última Hora, que promoveu o 28º Congresso Internacional de Missões, negou que o patrocínio que recebeu de administrações tucanas tenha influenciado o convite ao pré-candidato tucano José Serra para discursar no evento.

A assessoria de imprensa de Serra informou que o ex-governador de São Paulo participou do evento a convite dos missionários e que, se houve repasse de dinheiro das administrações tucanas para a realização do evento, ele não sabia.

Por meio de sua assessoria, o governador de Santa Catarina, Leonel Pavan (PSDB), argumentou que o governo patrocina o encontro em Camboriú desde 2003. 

Nem vo comentar se não vou dizer mais do que devia aqui. Fica aqui só meu sinal de que ESTOU INDIGNADO :@!!!!!

Paztejamos (se alguém conseguir!)

4.5.10

Tu Estás Preparado??

Eu já ia dormir, mas não contive a vontade de vir postar.

Outro dia eu ia no onibus com um amigo de mesmo nome que eu conversando sobre as reuniões do nosso grupo na Universidade - chamado Alfa e Omega, de onde ajudo a organizar o blog junto com mais um amigo (aproveita e entra lá).

Agente ia falando sobre as reuniões de oração e estudo, que agente podia tratar desse e daquele assunto. Enfim, acabamos conversando sobre a Graça.

Eu nunca tenho o propósito de expor "convicções teológicas" minhas até porque elas não necessariamente existem. A única certeza que eu guardo, quanto a esse assunto, é a da morte de Jesus, morte de cruz, e que se não fosse Ele eu não seria salvo. De resto, toda a Bíblia pode gerar alguma discussão. Em resumo, só creio no essencial (e naquilo que minha consciencia não me permite não crer - como por exemplo o livre arbítrio). No fim das contas, sobre assuntos "acessóricos", eu tenho opiniões exparsas de qualquer coisa sem me comprometer muito. Acho que sou muito novo [e muito ingênuo, talvez] pra me colocar "de corpo e alma" com essa ou aquela bandeira. Um amigo diz que eu tenho um comportamento típico de se manter sempre "na defensiva" quanto a qualquer coisa. Alguém pode me chamar de pusilânime, que não tenho 'sim sim; não não', mas que seja... sou de me colocar sempre a espera de um ponto de vista melhor.

Feito a minha defesa, digo o que eu penso sobre a Graça.

O crente é acostumado a ouvir que a Graça de Deus perdoa qualquer pecado. Gosta de citar o ladrão que pediu pela memória de Jesus logo antes de morrer crucificado. Gosta de se citar pecador e dizer que só há um Santo que é Deus.

Porém, esse tipo de posicionamento cai por terra quando o próximo cai em pecado que foge do "estatuto inconsciente" que o crente tem em mente.

Digamos o seguinte, por exemplo: eu peco quando minto; peco quando bravejo iradamente contra alguém; peco quando prometo algo e não faço. Para esses pecados o crente tem por certeza que "Jesus advoga". Mas quando meu pecado é usar de alguma droga, trair a esposa ou acessar conteúdo impróprio na internet, o crente entra em terrível escandalo e trata o caído como um perdido, alguém com quem Jesus jamais teria por amigo.

Ora, se Jesus curou no sábado, tocou o leproso, jantou com os publicanos e perdoou a mulher adúltera, bem sabemos que tipo de comportamento temos que ter com o irmão caído: amor. A última coisa que o irmão em pecado (ora, todos? não, naquele específico; pois quem não tem pecado?) é do fardo de seu escandalo.

Porém o nosso sistema de igreja vigente faz o simétrico contrário. Ao invés do "ajudai-vos a suportar o fardo uns dos outros", temos por certo o individualista "você tem que estar preparado!", pregado por muitos, que relativiza a Graça a condição de pecado de cada um.

Pois, temos o seguinte: se o meu conjunto de pecados é "leve" e satisfaz a lista de pecados perdoáveis (intrínseca ao pastor, congregação ou grupo de cristãos), então eu estou "preparado". Contudo, se no meu conjunto de pecados se encontra um daqueles considerados "graves" (pelo mesmo conjunto de pessoas anterior), então eu não estou preparado e corro o risco de não "merecer" (quem merece?) a Salvação.

Segue daí uma resposta comum entre evangélicos quanto a essa pergunta sobre preparação: "Hoje eu to preparado, mas amanha eu não sei", justificando o fato de que, em algum momento, se a pessoa falhar em algum ponto de sua vida, vai ter que "se levantar" em relação àquilo ou corre o risco de não se encontrar com Jesus.

Somado a isso encontra-se algo que, colocado na forma que está, só contribui pra destruição do irmão: a chamada "disciplina".

Explico porque sou contra ela continuando o raciocínio anterior:

O irmão fez algo de convencionalmente errado o suficiente para trazer escândalo a congregação. Talvez seja algo de que ele não consiga se desfazer tão facilmente e terá que lutar com toda sua força de vontade pra se levantar (drogas, por exemplo). Agora com a disciplina esse irmão vai ficar afastado de tudo o que fazia na igreja - coisas que provavelmente o aproximavam de Deus e afastavam dos problemas que o fizeram cair. Acho isso maléfico e uma "punição" impensada e mal aproveitada.

Não sou contra esse irmão não tocar no púlpito da igreja, por exemplo, pois como a congregação se escandaliza, teriamos mais problemas. Mas esse irmão poderia continuar participando de ensaios de grupos, caso tocasse/cantasse; continuar ajudando na obra social, caso o fizesse inicialmente; continuar participando da comunhão de alguma forma (independente do ritual simbólico da Santa Ceia).

Tenho que me explicar no fim das contas: não sou a favor que alguém tire proveito dessa história de "Graça" pra ficar pecando descaradamente contra Deus e dizendo "aah, obrigado por me perdoar" ¬¬ Deus ta vendo a intenção de cada um. Mas é fato que muita gente tem pecados que não consegue se libertar. Vai me dizer que esses não estão "preparados"?

... Enfim. Acho que já escrevi demais e eu sei que nenhuma igreja vai abolir a disciplina por conta do meu texto :P E que quem prega vai continuar perguntando "tu ta preparado irmão?!" xD

Só acho que essas coisas são mais do que confusas quando confrontadas com a Graça, que, conforme o nome, é de presente.

Paztejamos

3.5.10

A Era das Teorias da Conspiração

A Pós-Modernidade tem por idéia marcante a suspeita. Ao contrário da Modernidade, que vê na razão o modo ideal de lidar com a realidade, a Pós-Modernidade trás a dúvida, buscando em outros meios as respostas, sem se comprometer com nenhum. Ao contrário do que pode parecer, a Pós-Modernidade não é a sucessora da Modernidade, mas a sua derivação.

Na "era" da suspeita, nada mais bem-vindo do que teorias da conspiração. Já que as grandes instituições (ou mesmo as não tão grandes, mas as presentes do nosso dia a dia) não tornam o mundo um lugar melhor, ou - em nosso caso - aparentemente não fecham com nossas crenças, então há algo por trás delas, não? Será que não estão escondendo algo de nós? Será que não estão nos manipulando, sem nós sabermos?

O que me espanta é que muitos "crentes fiéis" (leia-se, religiosos), que gostam de dizer que estão "separados da Pós-Modernidade", são os primeiros a se render a ela, quando criam ou semeiam teorias da conspiração.

O alvo preferido dos "crentes conspiratórios" é a cultura popular. Como eles estão "separados" dela (o que sinceramente eu duvido muito), eles tem o "dicernimento espiritual" de apontar as "armadilhas" que ela possui. E pobres de nós, os menos espirituais, que quase sempre "caímos" nelas.

Tome por exemplo o filme "Avatar". Eu ainda vou ver esse filme, que, sinceramente, parece ser uma obra prima do cinema, como é de costume de James Cameron. Mas, claro, pobre pecador que sou, pois não vou notar as "mensagens subliminares dos testemunhas de Jeová" (?) que o filme possui.

Este pobre e ingênuo jovem, refém da cultura popular, também não teve dicernimento para perceber as mensagens ocultas nas músicas de Roberto Carlos, as facas escondidas nos bonecos do Fofão, o pacto demoníaco que envolve a Hello Kitty, o culto satânico das tribos urbanas e - pasme - o poder "oculto" da palavra Ratimbum (repare que as crianças são as principais vítimas das teorias da conspiração crentes).

Essa e muitas outras teorias são espalhadas pela internet, atingindo a pessoas desavisadas (eu já fui uma delas), que passarão a viver de modo escravizado, consultando a esses "donos da verdade" para ver se podem ou não ver aquele filme, escutar aquela música, ler aquele livro,etc.

Uma caracterísca interessante das teorias da conspiração crentes é a sua falta de provas. Parece que ninguém se importa em questionar a procedência, a veracidade dos fatos ditos; se questionar, é porque não é espiritual o suficiente, e blá, blá, blá...

Bem, sendo assim, qualquer um pode compor a sua teoria da conspiração, sem se preocupar com provas. Então, acho que vou aproveitar para criar a minha própria teoria da conspiração: O Big Brother Brasil (quem acompanha esse blog já deve ter uma idéia do que eu acho desse programinha) representa a "Nova Ordem Mundial". A sigla BBB é um símbolo oculto para 666, simbolizando o reino do mal. Todos os que assistem e acompanham o BBB, fazendo ligações, estão já imersos na "Nova Ordem Mundial", hahahaha. Então, se você gosta, cuidado! Você está sendo manipulado, hahaha.

Então, que me diz de minha teoria da conspiração? Idiota? Sem sentido? Absurda? Claro que é. Pois é assim que toda boa teoria da conspiração deve ser.