Pesquisa neste blog =D

14.9.10

Concurso público

Sábado e Domingo tive o gran prazer de ser fiscal em um concurso público.

5 horas de prova! Ainda bem que ganhei um pastel que tinha umas 6 azeitonas dentro e que tinha sido esquentado de mais no microondas a ponto de ficar deformado,mas é melhor do que nada,é dado né- de cavalo dado não se olha os dentes -

5 horas de prova e teve gente com a cara de pau de entregar a prova no último minuto. Uma pessoa que faz isso, na minha opinião, devia ser eliminada do concurso. Os candidatos deviam receber pontos pela hora de entrega da prova. Não to viajando. Analise: a primeira tarefa que a pessoa recebe é resolver uma prova objetiva de 9 folhas e criar um texto dissertativo em 5 horas (pessoa de nível superior ) e ela já deixa a desejar nisso; entregando uma redação porca finalizada nos últimos minutos. Que raio de funcionário essa pessoa vai ser? No vestibular da UFRGS tem um dia em que são 3 provas em 4 horas com 10 folhas para cada matéria e a gente tem que tirar água da pedra.



O Braziu é cheio de absurdos. Da onde que uma prova avalia alguém? Eu (Hellena) já vi 2 vezes o tiuzinhu do correio do Vale xingando funcionários públicos porque não sabem que se coloca o destinatário na frente e o remetente na parte de trás do envelope. Eu sou bolsista na UFRGS e tudo o que se fala de funcionário público não é lenda urbana; é real!Como diz I juca pirama:"meninos eu vi!".

Estava cheio de advogados lá, era para vários níveis superiores, mas a maioria era advogado. Ai claro como são uma raça triste eles tem que apresentar a carteira do OAB em vez da identidade só pelo prazer de dar um carteiraço (Parabéns sua mãe deve estar orgulhosa)!,pois eu não entregaria um processo meu na mão de uma advogado que termina sua redação nos 5 últimos minutos de um prazo.



Outra coisa chata nos concursos é que as pessoas não podem usar relógio,tem que tirar o rótulo da garrafa,tirar as chaves do bolso,usar caneta transparente...enfim o escambau.Vai chegaro dia em que para fazer uma prova de concurso ou vestibular os candidatos vão ter que tirar toda a roupa e colocar um jaleco(tipo quando se faz um exame de raio x).



Todo mundo quer ser funcionário público para não trabalhar e ganhar muito dinheiro.Nem condeno isso,porque se me perguntarem se eu quero fazer menos ganhando o máximo possível para a situação é óbvio que qualquer pessoa dirá que sim. Quem falar que não quer ganhar o máximo possível é doente e tem que se tratar ou atingiu o nirvana. Dúvido que exista alguém no mundo que se sinta ofendido ou envergonhado se parar para pensar e concluir que ganha mais do que o seu trabalho vale.

Olha o meu caso, eu ganho para não fazer quase nada, porque acima de mim há um funcionário público que já ganha de mais pelo pouco que faz e resolveu diminuir ainda mais o que faz pedindo um bolsista.

Para a Ufrgs é negócio ter bolsista, pois no lugar de dois funcionários ganhando 2 mil cada um ela pode ter um funcionário ganhando 2 mil e um bolsista ganhando 400 pila. O resultado disso é: duas pessoas que não fazem quase nada,pessoas que não são atendidas,dinheiro público gasto e a separação entre alunos braçais e mentais. Os mentais ganham dinheiro para "ajudar"os professores e fazer pesquisa e os braçais substituem os funcionários a preços módicos não aprendendo nada de sua área nos servicinhos administrativos mediocres que prestam a universiadade.

3 comentários:

  1. Brazil e não Braziu, viu???!!!!

    ResponderExcluir
  2. Acho que o "Braziu" foi de propóZito

    meio que nem BrasiUsiUsiU :P

    até porque o certo mesmo MESMO seria BraSiL.


    ...
    alEm disso, erro de portuguEs é coiZa que nem importa muito em posts na internet.

    ResponderExcluir
  3. Trolls atacando por aqui? Identifique-se, Troll!

    ResponderExcluir

Dá um apoio moral pro blogueiro aqui.
Comenta aí ó: