Pesquisa neste blog =D

9.9.10

+ R$ 00,50 = 1 ovo


Ontem depois da aula saí com a minha amiga Samantha ( codinome ansiedade) para comer um Xis. No cardápio a surpresa: para ter um ovo no xis era preciso pagar mais 50 centavos (espanto!!!) mas como?
Desde quando eu consigo lembrar ( quando era criança) o xis sempre teve ovo. Quando foi que o ovo saiu de dentro do xis e ainda por cima agora cobra 50 centavos para entrar?
Daqui a pouco vão fracionar o xis. Vamos comprar os ingredientes:

- O senhor, me vê 20 gramas de ervilha ,10 gramas de milho,3 colheres de maionese,duas fatias de queijo,duas de pão,um bife de 15 gramas de carne,uma folhinha de alface para ficar no dente como prova de que eu comi e um ovo frito. Embrulha tudo isso em formato de XIS para eu levar para casa!

Estão descaracterizando a receita. Imagina comprar um estrogonofe e pagar mais 50 centavos pelo creme de leite.
Ovo faz parte da receita do XIS ele não é um termo acessório ou um enfeite.





Só mais uma notinha: Faz tempo que reflito sobre os trabalhadores braçais do ramo da alimentação. Já notaram que eles trabalham no automático,digo, pegam um pão e vão colocando tudo para dentro dele sem nem raciocinar. Ai quando vem alguém que não come algum dos ingredientes eles chegam a mudar a expressão do rosto por ter que ligar o cérebro para acatar uma nova ordem.
Ex speed da cidade baixa - o tio é tão mecânico que o cérebro dele entra em curto quando alguém pede para ele pular um dos ingrediente - o resultado é que ele ti dá um xis com o que tu pediu para que ele não colocasse ou ele tira mais coisas do que tu pediu pra tirar.

Curto esses trabalhos com o cérebro em modo economia de energia. Querem outro exemplo: a caixa de supermercado. Vocês acham que elas pensam em alguma coisa. Claro que não! A máquina diz quanto é o troco. Elas só ficam lá passando as comprar no leitor de código de barras. Cuidem a cara que elas vão fazer quando o leitor não ler o código de barras e elas se verem obrigadas a digitar o código. Uma cara de “iniciando o Windows” elas estão ligando o cérebro.

Darwin errou de novo. O robô tornar-se-ia um humano, pois agora os humanos são robôs.

Não sois máquinas! Homens é o que sois! (Charles Chaplin)


6 comentários:

  1. ... hehehhehehe
    Muito bom esse post... adorei...

    Eu bem que gostaria de apenas em um dia fazer o meu trabalho sem pensar ou calcular.

    Bjus e fica com Deus....

    ResponderExcluir
  2. "não sois maquina; homem é o que sois" xD

    LABORATÓRIO KNIJINIK!!!!!

    Quem não viu esse lendário comercial na extinta rede manchete no intervalo entre winspector e kamen rider! xD

    uma pena eu não conseguir achar o vídeo no youtube :S

    ResponderExcluir
  3. O "modo automático" de agir, de certa forma, está presente em toda a vida moderna (ou pós-moderna, o gosto é do freguês). Eu por exemplo, quando vencido pela rotina, noto que faço o trajeto para a faculdade como um robô: pego os ônibus, caminho, tudo sem perceber. Uma amiga minha disse-me que acenou para mim várias vezes no trajeto, mas eu simplesmente não a notei. Teria de mudar toda a programação...

    Oh louco Jean, tu também se lembra disso...hehe

    ResponderExcluir
  4. "O homem e a maquina, um não vive sem o outro"

    ... eu lembro que comecava com essa frase xD

    ResponderExcluir
  5. Esse processo automatico de fazer as coisas, já vemos lá desde os filminhos antigos do Chaplin, ou seja, já faz parte da vida das pessoas desde a muito tempo. E claro, atualmente com toda essa tecnologia que vemos por ai, o ser humano tá mais bitolado ainda.
    Mas essa historia do xis sem ovo eu não aceito.
    Xis tem que ter ovo sim e sem querer cobrar a mais... ora bolas!!! faz parte dos ingredientes.

    ResponderExcluir

Dá um apoio moral pro blogueiro aqui.
Comenta aí ó: