Pesquisa neste blog =D

31.3.11

"Africanos Descendem do Ancestral Amaldiçoado por Noé", Diz Marcos Feliciano

Putz, já tinha visto essa em alguns sites de crente, mas quando achei no UOL resolvi postar. Esse tipo de desgraça é que marca os evangélicos. Depois ficam dizendo que crente é tudo bicho doido, isso e aquilo. Mas também né, botam uns idiotas desse tipo pra ser deputado. Consequência imediata ¬¬


Deputado federal diz no Twitter que "africanos descendem de ancestral amaldiçoado"


  • Reprodução/Twitter Mensagem que foi postada no Twitter do deputado Marco Feliciano (PSC-SP) e depois apagada
O deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) afirmou nessa quarta-feira (30), em sua página no Twitter, que os africanos são descendentes de um “ancestral amaldiçoado por Noé” e que sobre a África repousa maldições como o paganismo, misérias, doenças e a fome.

“Africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé. Isso é fato. O motivo da maldição é polêmica. Não sejam irresponsáveis twitters rsss”, diz a mensagem postada no perfil do deputado --após a reportagem contatar assessoria de Feliciano, a mensagem foi apagada (veja a reprodução na imagem acima).

Na sequência, Feliciano, que é pastor evangélico e empresário, afirma: “sobre o continente africano repousa a maldição do paganismo, ocultismo, misérias, doenças oriundas de lá: ebola, Aids. Fome...”

Antes, o pastor evangélico disse que a maldição sobre a África supostamente provém do "1º ato de homossexualismo da história". "Sendo possivelmente o 1o. Ato de homossexualismo da história. A maldição de Noé sobre canaã toca seus descendentes diretos, os africanos", afirmou também.

Em entrevista por telefone, Feliciano disse que as mensagens foram publicadas por assessores, sem a sua aprovação. O parlamentar afirmou também que não considera as mensagens racistas. "Não foi racista. É uma questão teológica", disse. "O caso do continente africano é sui generis: quase todas as seitas satânicas, de vodu, são oriundas de lá. Essas doenças, como a Aids, são todas provenientes da África", acrescentou.

Hoje, quase 20h depois das declarações, o deputado negou ser racista também no Twitter. "Tenho raízes negras como todos os brasileiros. Bem como dos índios e também europeus! Rejeito essas calunias infames! Aqui não seus desalmados", disse Feliciano.

Marco Feliciano foi eleito deputado federal nas eleições do ano passado, com mais de 211 mil votos, e diz ter 30 mil seguidores no Twitter. "Sou afrodescendente, meu nariz é largo, meu cabelo é crespo. Tenho apoio do líder do movimento dos negros, pastor Albert Silva, de São Paulo", defendeu-se.

No perfil do deputado no Twitter, há também várias mensagens direcionadas a homossexuais.  O deputado afirma que vários internautas da comunidade gay o perseguem e convoca os “cristãos” a despejarem mensagens nas páginas de seus críticos. Em seguida, o parlamentar listou uma série de usuários do Twitter que supostamente o atacam.
 ____________________________________
Eis que esse é o primeiro e último comentário que faço sobre o assunto. Não gosto desse xexexê, desse disque-disque. Marcos Feliciano já me apresentou razões suficiente pra não estar entre meus ídolos e esse é só um reforço que diz "não o admiro nem um pouco".

Quanto aos comentários contra homossexuais, não sei o que ele disse e nem me importa saber. Só sei que discordar do homossexualismo é uma coisa (meu caso, por exemplo), escrever infamias contra gays é outra. Se ele está enquadrado no segundo caso, pois bem, que seja criticado.

Paztejamos

Um comentário:

  1. Se não me engano, essa "doutrina" do descendente amaldiçoado de Noé foi uma das justificativas para a escravidão dos africanos, por parte dos europeus. O que chamamos de "teologia racista".
    Entretanto, não me surpreende nem um pouco a sustentação dessa "doutrina" pelo Marco Feliciano: Líderes como ele estão bem a vontade com essa leitura literarista da Bíblia.

    ResponderExcluir

Dá um apoio moral pro blogueiro aqui.
Comenta aí ó: