Pesquisa neste blog =D

22.3.11

Do Banco Central Para o Presídio Central

Engraçado isso não estar nas manchetes da Zero Hora. Só no Globo como uma marquinha no sitezão.

Já que o site do Globo não me autoriza pegar o texto deles, eu copio do Blog do Aceveda:

Ricardo Neis: atropelador de ciclistas é denunciado à Justiça por 17 tentativas de homicídio

Fonte: O Globo

SÃO PAULO – O Ministério Público do Rio Grande do Sul denunciou à Justiça, nesta segunda-feira, o funcionário público Ricardo José Neis, 47 anos, por 17 tentativas de homicídio triplamente qualificadas (motivo fútil, mediante meio que resultou em perigo comum e mediante recurso que dificultou a defesa das vítimas). Ele é acusado de atropelar um grupo de ciclistas , em Porto Alegre, no dia 25 de fevereiro. Neis está detido no Presídio Central. A pena, apenas considerando as tentativas de homicídio, sem levar em conta as qualificadoras, pode variar de 4 a 20 anos de detenção para cada caso.



Na denúncia, a promotora de Justiça Lúcia Helena Callegari afirma que ao acelerar seu carro contra as vítimas, Ricardo Neis “deu início ao ato de matar, causando lesões corporais comprovadas pelos boletins de atendimento médico”.

Segundo o Ministério Público, os ciclistas foram salvos por estarem usando equipamentos de segurança e pelo pronto atendimento médico recebido.

Para a promotora Lúcia Callegari, os crimes foram praticados por motivo fútil, “tendo em vista que o denunciado queria imprimir velocidade em seu veículo, encontrando o grupo de ciclistas pelo caminho, demonstrando extremo egoísmo e individualismo”.

Além disso, diz a promotora, Ricardo Neis agiu mediante meio que resultou em perigo comum, uma vez que o crime foi praticado em via pública. O Ministério Público lembra que as vítimas trafegavam de forma “distraída com suas bicicletas, quando, foram atingidas, inclusive, pelas costas”.

Ricardo Neis, que é funcionário do Banco Central, estava internado no Hospital Parque Belém, para acompanhamento psicológico. A defesa do acusado entrou com pedido de habeas corpus, que foi negado pelo desembargador Odone Sanguiné, da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul.

A decisão foi tomada após a juíza ter recebido o laudo do Instituto Psiquiátrico Forense (IPF). Segundo ela, o laudo de avaliação psiquiátrica realizado pelo IPF, não diagnosticou doença em Ricardo Neis. Não houve também qualquer recomendação para que ele ficasse internado em clínica psiquiátrica. A juíza ressaltou ainda que o médico perito não constatou em Neis quadro de depressão, com risco de suicídio. Também não constatou necessidade de atendimento especializado em unidade psiquiátrica fechada, sob cuidado e vigilância contínuos.

“Não persistem, portanto, as recomendações médicas contidas nos atestados oriundos do Hospital Parque Belém. Assim, afastada a necessidade de internação e tratamento pelo perito oficial do juízo, nenhuma causa impeditiva há para que o investigado seja removido do Hospital Parque Belém e recolhido a estabelecimento prisional”, concluiu a juíza na decisão.

O atropelamento ocorreu na esquina das ruas José do Patrocínio e Luiz Afonso. Mais de 100 ciclistas participavam do evento promovido pelo movimento Massa Crítica quando o carro de Neis avançou sobre eles.

Nove pessoas foram levadas ao Hospital de Pronto Socorro da cidade. Todas foram liberadas sem ferimentos graves, segundo o hospital. O motorista fugiu do local sem prestar socorro, mas se apresentou à polícia alguns dias depois. Inconformados, os ciclistas chegaram a fechar a avenida.
 _______________________________________
Zifudel magrão. O cara ta bem de vida, ganhando bem, estável, tranquilo. Aí acha que é dono do mundo e sai atropelando todo mundo... é o que dá né.

Quanto ao grupo Massa Crítica, podem até estarem reclamando na tv, mas no fundo estão agradecendo pelo acontecido: graças a isso eles ganharam fama mundial e conseguiram um mínimo de representatividade. Na próxima vez que eles andarem na rua de bicicleta trancando o transito todo mundo vai olhar e dizer "aqueles lá são os que foram atropelados no vídeo do youtube". Contradições interessantes né ...

Paztejamos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dá um apoio moral pro blogueiro aqui.
Comenta aí ó: