Pesquisa neste blog =D

5.7.11

"Agrada-te do SENHOR..."

Agrada-te do SENHOR, e ele satisfará os desejos do teu coração. - Salmo 37.4


Me vieram com essa a mais ou menos uns cinco anos. Disseram que era só eu trabalhar "na obra", sem me preocupar com o resto, que dos Altos Cèus iam chegar as soluções pra os problemas típicos "da mocidade", como queiram.

Li um livro, pretensamente escrito sobre namoro, no qual o sujeito pinta no inicio o retrato dum namoro de conto de fadas. Ele conta que sua namorada anterior havia lhe dito por uma carta que havia "sentido de Deus" que deveria terminar o namoro.

Obviamente, o guri sofreu um baque, mas logo lembrou-se do referido versículo, e tocou pra frente. Aì um dia apareceu a garota com quem ia se casar. Enfermeira, com chamada missionária igual, tudo certinho. Convidou-a pra sair, levou-a num concerto da cidade, numa churrascaria e então numa sorverteria. Que beleza, não?

Fechei o livro, e imaginava a mim mesmo na mesma situação que aquele seminarista sem grana (mas que mesmo assim pagava tudo isso; coisa de gringo, pra variar).
Claro, queria fazer a coisa certa. O problema é que as coisas não são bem assim, e não tem desejo do coração a ser garantido.

Quando gostava de uma menina, se ela fora da igreja, esforçava-me para matar o sentimento. Era doroloso, mas ia valer a pena, segundo o tio Jaime Kemp (o nome da figura). Se gostava de uma da igreja, ia pro joelho: só pra ver ela ir pros braços de outro.

Aí, me foi dito que, se quisesse namorar, deveria ter um emprego. Consegui o emprego, estudo, mas e a garota? Cadê ela. Sumiram-se as garotas, e agora sumiu-se também o tempo.

Não sei se foram, no caso das garotas, ou elas que sumiram, ou eu que me tornei invisível. Se bem que nunca tive vontade de ficar com aquelas tábuas que só sabem ir a festinhas e junções, cantar, fofocar, rodear os músicos, ou alguma outra bobagem.

Aí, nessa altura do campeonato, ouço certa feita alguém citar de novo esse versículo lá o alto da tribuna sagrada. Fico me perguntando o que diabos seria esse "agradar-se do Senhor"? Em que será que esse salmista estava pensando? Talvez o salmista fosse o rei Davi ou algum dos músicos dele. Deviam estar mais preocupados com os negócios do Reino e do povo de Israel, e não com namoros de adolescentes, salvo engano.

Um comentário:

  1. Se esse salmista tivesse apurado, provavelmente diria "Elevo os meus olhos para o monte, de onde me virá o socorro?". Esse cara tava era satisfeito, conseguiu o que queria e estava agradecido a Deus.

    O problema de se ler versículos soltos (e de se ouvir na igreja) é que ninguém dá a mínima pra o que se passa no contexto. E assim surgem os "tudo posso naquele que me fortalece".

    Reger a vida assim, se agarrando no escuro, acriançado e empurrando as responsabilidades pra Deus, isso não é coisa que Deus queira pra gente séria.

    Com emprego, oração, igreja ou sem... essas coisas não são o determinante de um início de relacionamento. O acaso, a sorte e a capacidade de aproveitar a oportunidade pode não existir pra Deus, mas pra nós com certeza.

    Dou graças a Deus porque tenho minha namorada, e atribuo a Ele a graça de eu estar namorando com ela, mas não de maneira descompromissada como fazem aí, empurrando a responsabilidade de o relacionamento dar certo e ter continuidade pra Deus [coisa do tipo "senti de Deus que não é pra gente continuar junto ¬¬" - isso não soa ridiculo?].

    Se Ele é o regente maior das coisas do mundo, que permite ou não que as coisas acontecam, não sei se ele está muito interessado em que se namore com essa ou com aquela guria, que se jante nesse ou naquele restaurante, ou que se beba vinho ou coca-cola... Pra mim Ele quer mais "é que, em tudo que fizermos, façamos em nome dEle".

    Não sei a quantas anda as tuas possibilidades, se alguém te interessa ou se interessa por ti, mas é certo - evidente! e tu deves saber disso - que ficar orando de joelhos não vai fazer 'cair do céu' a guria perfeita. Alias, atribuição dEle nesse caso é levar pro céu, isso sim - se Deus quiser não tem o que agente faça pra reverter óbitos xD

    É só um comentário, não que eu esteja dizendo "faz assim" ou "faz assado", até porque pra mim as coisas foram bem diferentes, muito 'naturais' até. Mas, se tu não se sente - e provavelmente não se sente - vocacionado ao celibato, "tome posse da vitóóória aleluiaaaa!" xDDD ta, sério: se tu nao se sente vocacionado ao celibato tome forças, porque nossa sociedade ainda é machista o suficiente pra esperar que o homem chegue na guria e não ao contrário.

    Enfim...

    ResponderExcluir

Dá um apoio moral pro blogueiro aqui.
Comenta aí ó: