Pesquisa neste blog =D

18.7.11

Geração eleita

Ponho uma daquelas músicas de fundo
Recito palavras de ordem
Entre versículos mau situados
Jargões de líderes carismáticos
Faço propaganda de algo
Quem nem mesmo eu sei o que é

Ergo o meu dedo, condeno o mundo
Como fazem os que latem e não mordem
Oponho-me àqueles que, já condenados
Se esquecem de agradecer e cantar (antipáticos!)
Pois, ingratos, melhor fazer como o fidalgo
Qualquer coisa, recorra ao seu pai. Isso é fé.

Abro os meus braços, e tento abraçar o céu. Enquanto isso, o sol se põe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dá um apoio moral pro blogueiro aqui.
Comenta aí ó: