Pesquisa neste blog =D

10.10.11

Não há Misticismo na Realidade?

Há algum tempo conversando com meu irmão, ele estava reclamando que não vê misticismo de fato na realidade tal como é. Ele dizia "como seria legal se a terra fosse plana mesmo e nos extremos houvessem cascatas que desses para o fim do mundo"... coisas desse gênero, coisas que se vê nos jogos ou na Idade Média (ou ainda nos contos a estilo Senhor dos Anéis).

Eu tentei demonstrar que ainda existe misticismo. Apesar dos argumentos não terem sido válidos pra ele, resolvi colocar aqui alguns, e outros que me vieram na cabeça depois.

Primeiro, a Terra é uma grande bola mineral vagando no meio do vazio. Vazio não é bem a palavra, porque existem outros corpos celestes, mas mesmo assim é uma palavra válida porque a densidade de matéria ocupando o espaço é menor do que qualquer vácuo que cientistas tenham conseguido no laboratório.

Segundo que a Terra, em especial, tem algumas peculiares "coincidências". Era de certa forma engraçado quando na cadeira de introdução astronomia o professor dizia que determinados fatos não teriam motivo predeterminado, sendo algum tipo de excentricidade do acaso. Eu e um amigo, o Benhur, sempre nos olhávamos e diziamos "aham, coincidência, sei...".

Por exemplo, o fato de que no céu, para quem olha, a Lua e o Sol tem o mesmíssimo tamanho relativo, mesmo que suas distâncias e tamanhos de fato sejam completamente diferentes, dando a idéia de que os astros se colocaram de maneira precisa nos lugares onde estão. (isso é especialmente evidente nas poucas possibilidades de eclipse total que tivemos, onde a lua faz sombra no sol e tapa ele completamente.)

Outra coisa é as temperaturas médias do verão nos dois hemisférios: no verão do hemisfério sul a Terra está no Periélio, o ponto da órbita em redor do Sol mais próxima do Sol, o que teoricamente deveria tornar o nosso verão mais quente que o do hemisfério norte. Porém, como no hemisfério sul temos mais água, o calor é mais refletido pela maior quantidade de águas, o que deixa o verão do hemisfério sul equilibrado com o do hemisfério norte.

Ainda tem um absurdo de eventos não físicos em que se baseiam crenças de todo tipo; os sonhos, em que a psicologia precisa se aprofundar muito ainda (além de se livrar de maluquices freudianas como interpretações sexuais envolvendo quanquer coisa que tenha formato cilíndrico); além das maluquices experimentais envolvendo água, luz ou fósseis, assuntos em que sempre tem gambiarra/dilemas.

Enfim... esse post foi escrito meio num momento sem tempo e sem muito interesse de escrever bonito, tolerem o autor, ele está com azia, tem umas provas aí, e está escrevendo enquanto conversa com a namorada e assiste a alguns vídeos.

Paztejamos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dá um apoio moral pro blogueiro aqui.
Comenta aí ó: