Pesquisa neste blog =D

20.2.12

O evangelho de Leslie Burke

Acabei de assistir ao fabuloso filme Ponte para Terabítia(2006), baseado no romance infantil homônimo, de 1977. O introvertido garoto Jesse Aaron encontra a amizade de Leslie Burke, uma menina fascinante e 'moleca". Os dois constroem um mundo de fantasia, para o qual se refugiam, ao mesmo tempo em que dele tiram forças para enfrentarem a difícil rotina da escola e da vida em família. O filme, entretanto, é sobretudo sobre o crescimento de Jesse, já que Leslie é uma heroina completa, que mostra ao guri as possibilidades infinitas que uma imaginação solta pode proporcionar.

Mas um trecho do filme me chamou a atenção em particular.

Quando a dupla está voltando de uma de suas aventuras, Jesse avisa a Leslie que tem de voltar cedo para casa, pois sua família irá para a igreja. A moleca diz que quer ir junto. Jesse diz algo como "não, é chato.". Mas a menina insiste, dizendo que vai ser legal. Ele a avisa que terá de botar uma saia (Leslie era uma moleca, afinal), mas ela diz que não tem problema, que vai de vestido.

E vão pra a igreja. Cantam a versão em inglês do hino nº 295 da Harpa Cristã, "A mensagem da cruz". Tudo conforme as igrejas norte-americanas.

De volta da igreja, junto de Jesse e da irmã dele, Leslie diz:

- Como é legal a história de Jesus!

Mas a irmãzinha de Jesse, menina de uns cinco anos, retrucou.

- Eu acho era assustadora! Enfiaram pregos enormes nas mãos dele, para que ele pagasse os nossos pecados!

A moleca, que vinha de uma família não religiosa, perguntou:

- Acredita mesmo nisso?

-Claro! Está escrito na Biblia! E se você não crer na Bíblia, vai para o inferno!

Leslie então se dirigiu para Jesse, que se encontrava quieto até agora.

-E você, Jesse? Acredita nisso?

O garoto respondeu, sem muita ênfase:

- Sim, acredito.

A garota então veio com essa:

- Vocês acreditam, e não gostam. Eu não acredito, e acho muito legal!

Há uma lição aí. Uma lição que todos devemos aprender.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dá um apoio moral pro blogueiro aqui.
Comenta aí ó: