Pesquisa neste blog =D

3.4.12

A Verdade Sobre a Globo

Por Arnaldo Jabor.

Assistir à Globo? É melhor você desligar a tevê, e ir ler um livro. Vai por mim, é melhor. Porque perder seu tempo, seu precioso tempo, com entretenimento baixo, e jornalismo de péssima qualidade? A bem da verdade, a Globo, se já foi, não é mais. E faz tempo.
Novelas bestas, programas de auditório de retardados e - o pior de tudo - um jornalismo de merda.
Q...uer ver o cúmulo da ignorância? Recomendo que assista ao ignonímio "Jornal da Globo", à noite. Mas cuidado com o que vai ver! Eu não me responsabilizo por eventuais danos no seu cérebro.
Você verá, depois de algumas "notícias", a presença ilustre de um grande palhaço, tecendo seus comentários imbecis. Humilde como um pavão, faz troça de tudo e de todos. Um homem culto, dizem. Dizem mais: esse aí é cineastra e jornalista: sabe do que está falando. Mas eu digo que esse aí só tem pompa. A cauda de pavão não me esconde a ausência total de massa cinzenta dessa criatura.
É o Pacheco brasileiro. Não sabe quem era o Pacheco? Viu, nisso que dá não ler nada e perder seu tempo com a Globo! Pacheco, personagem de Eça de Queiróz, era um homem em que todos viam "um grande talento". Só que o "talento" terminava na testa respeitável do homem. Era oco, não tinha nada por dentro. Apenas parecia alguma coisa, pelo que todos se impressionavam...somente com a pompa.
Pacheco chegou a ministro em Portugal. E morreu, sem deixar nada para a posteridade.
Pacheco, aquele que tinha um imenso talento! Fez escola no Brasil, e o pavão do Jornal da Globo é seu discípulo mais fervoroso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dá um apoio moral pro blogueiro aqui.
Comenta aí ó: